futebol

Futebol é coisa séria

         A FIFA (Federação Internacional de Futebol) conta com mais países filiados que a ONU (Organização das Nações Unidas) e esta é apenas uma das muitas notícias significativas que consagram o futebol como o esporte mais popular do mundo.
         Por quê? A resposta é simples. Habilidades nas patas dianteiras qualquer animal tem – uns mais, outros menos. O homem, ainda um animal – aliás, o mais avançado – cuida de manter-se na dianteira desenvolvendo, também e prioritariamente, as suas habilidades com os pés.
         Trata-se de um objetivo genético-cultural. Há uma interação de potencialidades como cálculo, velocidade, equilíbrio, buscando a superação do que já somos capazes de realizar. A finalidade da natureza é tornar o corpo humano uma ferramenta a cada dia mais eficaz aos nossos interesses.
         Obviamente, não há uma consciência a esse respeito – os jogadores não entram em campo para fazer ciência – mas a evolução raras vezes aconteceu de maneira consciente. As pessoas simplesmente gostam e praticam, em qualquer canto do planeta, o esporte necessário e acessível.
         Não é por acaso que o atleta do século vinte saiu do futebol e a Copa do Mundo tem mais audiência que todos os outros esportes juntos nas Olimpíadas.